This Blog

Syndication

Search

Tags

News

Community

Email Notifications

Archives

Grupos de Usuários

Blogs MVPs Brasil

Sites

December 2013 - Posts

Você que está acostumado a usar conexões remotas, sabia que pode usar alguns parâmetros de linha de comando nela?

Não, pois aqui vou falar sobre eles.

Para começar, você sabia que a partir do Windows 7 pode iniciar uma conexão remota a partir da caixa de pesquisa, da caixa de diálogo executar ou da linha comando?

Pois é, justamente nestes casos é que fica ainda mais interessante conhecer estes parâmetros, ainda que eles continuem válidos para quem inicia a conexão remota sempre a partir do menu iniciar. Adicionalmente o uso indevido deles pode causar resultados indesejados, se não soubermos usá-los de forma correta.

Mas, passemos aos parâmetros:

A forma que julgo mais prática para usá-los é a seguinte:

  1. Clique no botão Iniciar Picture of the Start button, então selecione Todos os Programas, aponte para Acessórios e então clique em Executar;

    • Ok, tem uma forma mais fácil de fazer isso. Clique na tecla do Windows Picture of the Start button e sem soltá-la pressione a tecla R

  2. Na caixa de diálogo Abrir, digite mstsc.

Portanto a forma de escrever (sintaxe) o comando, com os parâmetros, é a seguinte:

mstsc [<arquivo de conexão>] [/v:<servidor[:porta]>] [/admin] [/f[de fullscreen]] [/w:<largura>] [/h:<altura>] [/public] | [/span] [/edit "arquivo de conexão"] [/migrate] [/?]

 

/v:servidor:1111 Especifica a qual computador remoto desejamos nos conectar e indica a porta que deve ser usada para isto. Neste exemplo, a porta 1111.
/admin Como o nome sugeri, este parâmetro é usado por administradores remotos.
Se a funcionalidade de gerenciador de conexões remotas estiver ativa, após o comando mstsc /admin, ocorrerá o seguinte (para a conexão realizada com o uso do parâmetro):
- Desabilita o serviço de licenciamento de clientes de conexão remota;
- Desabilita o redirecionamento de fuso horário;
- Desabilita o redirecionamento do RD Connection Broker;
- Desabilita o Easy Print da conexão remota.
Caso o servidor seja um Windows Server 2008 R2, ainda teremos os seguintes resultados.
- Desabilita o redirecionamento de dispositivos Plug & Play;
- Altera o tema da área de trabalho para o Windows Classic.
/f Inicia a conexão remota no modo de tela cheia
/w:1024 Especifica a largura da janela para  a conexão remota. Neste exemplo, 1024 pixels.
/h:768 Especifica a altura da janela para  a conexão remota. Neste exemplo, 768 pixels.
/public Executa a área de trabalho remota no modo público.
/span Iguala a largura e alturas da área remota com o desktop virtual local, distribuindo entre múltiplos monitores, se necessário. Para que seja possível distribuir entre múltiplos monitores, é necessário que eles estejam dispostos como um retângulo.
/multimon Configura o layout da sessão remota para ser idêntico à configuração do computador cliente.
/edit “arquivo de conexão” Abre para edição, o arquivo de conexão (.rdp), especificado entre as aspas.
/restrictedAdmin Conecta-se no modo de administração remota restrita. Nesse modo, as credenciais não serão enviadas ao computador ou servidor remoto, o que pode protegê-lo caso esteja se conectando a um computador comprometido. Adicionalmente, este procedimento pode afetar a funcionalidade de aplicativos e a compatibilidade. Precisa ser usado em conjunto com /admin.
/migrate Migra os arquivos de conexão antigos, criados com o Connection Manager de computadores clientes, para os novos arquivos .rdp.
/prompt Solicita as credenciais apenas após a conexão ser estabelecida.
/shadow:junior Especifica que deseja espelhar a sessão chamada junior.
/control Permite o controle da sessão remota.
/noConsentPrompt Permite que uma sessão seja espelhada, sem que seja solicitado o consentimento do outro usuário.
/? Lista estes parâmetros

Você já pensou em criar um aplicativo para o Windows Phone, mas não tem a mínima ideia sobre como fazer isso? Não sabe qual software usar, nem quanto ele custa, muito menos entende de linguagem de programação?

Nada disso é mais problema, pois agora está disponível o Windows Phone App Studio!

O que é isso?

Um pacote para desenvolvimento de aplicativos para Windows Phone que roda totalmente na internet e é completamente automatizado para facilitar a sua vida.

Para criar o seu primeiro aplicativo, simplesmente acesse: http://apps.windowsstore.com/

Agora clique em “Start Building”.

image

O site vai solicitar que você faça login com uma conta Microsoft. Basta inserir os seus dados e clicar em Entrar, ou caso não possua ainda uma conta, basta criá-la, clicando em Inscreva-se. É grátis e rápido!

image

Se você está acessando esta tela pela primeira vez e portanto, ainda não criou nenhum aplicativo, verá as diversas opções disponíveis para criação.

image

Você pode escolher entre criar seu aplicativo através de um modelo em branco, clicando em create an empty app, ou tirar proveito dos modelos disponíveis no site, clicando sobre o tile (quadrado) de cada um deles. Estas são as opções abaixo de create an app from a template.

Ao apontar o cursor do mouse para um dos tiles, uma breve explicação sobre a finalidade dele será exposta (em inglês), para que você possa decidir se é o modelo desejado, ou não.

image

A sua criação envolverá apenas 4 passos:

image

No primeiro você simplesmente criará um título para o seu aplicativo, escreverá a descrição dele, indicará o logo e informará o idioma no qual ele estará localizado.

image

No segundo passo você adicionará as sessões de seu aplicativo e as bases de dados dele, de forma muito visual e intuitiva.

image

O terceiro passo será onde você vai definir as três guias seguintes:

Style: Onde você definirá a cor do título de seu aplicativo (Accent Brush), cor ou imagem de fundo (background brush), cor das letras de seus textos (foreground brush) e da barra do aplicativo (Application Bar Brush);

Tiles: Aqui você definirá o comportamento de seu aplicativo na tela do Windows Phone. Este poderá ser:

  • Cycle Template: Um modelo onde o tile ficará alternando entre imagens de sua escolha (entre uma e nove);
  • Flip Template: Onde ele alternará entre a frente e as costas de seu tile fornecendo informações adicionais para os seus usuários;
  • Iconic Template: Neste caso você terá uma pequena imagem no centro de seu tile e o conteúdo de seu aplicativo incorporado a ela.

Splash & Lock: Nesta guia você poderá definir a Splash Image (aquela imagem que aparece quando o aplicativo está sendo carregado) e a Lock Image (a imagem que aparecerá quando sua tela estiver bloqueada).

image

O último passo compreende a geração propriamente dita de seu aplicativo, sim, ele será criado após apenas quatro simples passos.

Nesta etapa você pode escolher entre Generate App (gerar ou aplicativo) ou Summary Page (para verificar suas definições antes de submeter o aplicativo).

 

Após a criação de seu aplicativo, você receberá um e-mail contendo um certificado que deve ser instalado em seu telefone, para que seu aplicativo possa ser instalado.

Na tela onde você fez a confirmação, também haverá uma imagem que você precisará ler com o telefone, para obter o link de download do seu aplicativo. Para isto clique na tecla de pesquisa do seu telefone e depois no ícone do olho, aí aponte a câmera do celular para a imagem com o QR-Code, que ele identificará o link e navegará para ele, o que disparará a instalação de seu aplicativo.

Pronto, agora é só usar o seu programa!

Na mesma tela ainda estarão disponíveis outros links, como por exemplo os links para fazer o download do instalador, do código fonte (sim, é útil para você dar uma lida, assim começará a entender como seu aplicativo foi feito), além de instruções sobre como proceder para disponibilizá-lo para o resto do mundo, através da Windows Phone Store.

Bem vou ficando por aqui, mas pretendo escrever outro post com um tutorial sobre a criação de um aplicativo simples e funcional!

Posted by paleo | with no comments