MSVirtualization

Informações e dicas sobre virtualização Microsoft

Hyper-V 2012 Cookbook

Veeam for Hyper-V

Windows Server League

WS2012 - Nascido para a Nuvem

Tags

Virtualization Sites

Sites da Comunidade

Recent Posts

Community

Email Notifications

Blog Search Form

Go
Evento MVP ShowCast 2013

Olá Pessoal.

Pelo terceiro ano consecutivo, o evento virtual MVP ShowCast está confirmado e comecou desde o dia 4 de novembro com vários webcasts, incluindo agora pela primeira vez palestras de desenvolvimento.

O QUE É O EVENTO MVP SHOWCAST?

O MVP ShowCast é um evento virtual gratuito sobre tecnologias da Microsoft, sendo composto por uma série de webcasts transmitidos ao vivo e gravados para serem disponibilizados depois. O evento foi idealizado e é organizado por MVPs do Brasil com apoio da Microsoft.

Os webcasts do evento são apresentados por profissionais altamente especializados em tecnologias e produtos Microsoft, incluindo MVPs, líderes de comunidades, experts reconhecidos pelo mercado e gerentes de produto e evangelistas da Microsoft.

A partir deste ano, o evento contará com duas sessões ocorrendo em paralelo:

  • Sessão de infraestrutura (IT)
  • Sessão de desenvolvimento (DEV)

 

MVPShowCast-Convite

HISTÓRICO DO EVENTO

O evento virtual foi idealizado para abordar tecnologias da Microsoft em uma série de webcasts. Os temas abordados evoluiram de somente virtualização em 2011 (MSVirtualization 2011), para tecnologias de infraestrutura em geral em 2012 (MVP IT ShowCast 2012), para tecnologias de infraestrutura e desenvolvimento neste ano (MVP ShowCast 2013).

MSVirtualization 2011

Em 2011, alguns MVPs do Brasil e outros especialistas de infraestrutura se juntaram para apresentar uma série de webcasts de virtualização sobre tecnologias da Microsoft como: Hyper-V, MED-V, VDI, App-V, RemoteApp, System Center, dentre outros. Os webcasts tiveram como objetivo mostrar boas práticas, novidades, segurança, instalação, configuração, backup, alta disponibilidade, gerenciamento e outros assuntos de interesse de todo profissional de TI que trabalhe com virtualização e nuvem.

Um post no blog MSVirtualization apresentou informações sobre o evento: Série de Webcasts sobre Virtualização.

MVP IT ShowCast 2012

Em 2012, os organizadores da segunda edição do evento, que em sua primeira edição era somente de virtualização, resolveram expandir os temas abordados para incluir infraestrutura como um todo. Com a nova abrangência de temas, o evento foi renomeado para MVP IT ShowCast.

Um blog foi criado e hospedado no WordPress.com para divulgação do evento: mvpitshowcast.wordpress.com.

O MVP Lead do Brasil na época, João Paulo Clementi (mais conhecido como JP Clementi), escreveu um post sobre o evento noMSDN Blogs: Participe to MVP IT ShowCast - 45 webcasts gratuitos para você aprender sobre tecnologias Microsoft.

MVP ShowCast 2013

Neste ano, os organizadores da terceira edição do evento resolveram expandir ainda mais os temas abordados: acrescentando uma nova sessão de desenvolvimento (DEV) para ocorrer em paralelo com a sessão de infraestrutura (IT) já existente. Mais uma vez o evento teve que ser renomeado para refletir a expansão para a área de desenvolvimento, além de infraestrutura. Deste modo, derrubou-se o "IT" do nome anterior, ficando simplesmente MVP ShowCast.

Dentre outras tarefas, houve a criação de uma identidade visual para o evento e algumas iniciativas para divulgação do mesmo:

Logotipo do evento MVP ShowCast

  • definição de uma tonalidade de azul para representar a sessão de infraestrutura (IT);
  • definição de uma tonalidade de vermelho para representar a sessão de desenvolvimento (DEV);
  • criação de um logotipo para o evento (apresentado ao lado);
  • criação deste site e hospedagem no Windows Azure para divulgação do evento:http://mvpshowcast.azurewebsites.net.
  • criação de modelos de apresentação para cada tipo de sessão de acordo com a respectiva identidade visual de cores.

Para interagir nas redes sociais sobre o MVP ShowCast, use o hashtag do evento #mvpshowcast e o hashtag do programa MVP no Brasil #mvpbr. Para compartilhar informações do evento com os seus seguidores e amigos no Twitter, Facebook e LinkedIn, utilize os botões de compartilhamento no canto superior direito do site.

Leandro Carvalho
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

Novidades do Windows Server 2012 R2 Hyper-V

Durante o Teched North America 2013 foi anunciado as novas versões de produtos como o Windows 8.1, System Center 2012 R2, SQL Server 2014 e o Windows Server 2012 R2.

Junto com o novo sistema operacional para servidores, também teremos a nova versão do Hyper-V, chamado de Windows Server 2012 R2 Hyper-V.

Veja abaixo a lista com as novidades e melhorias do Hyper-V no Windows Server 2012 R2:

Segunda Geração de Máquinas Virtuais – Assim como a evolução de outros recursos como o arquivo de discos virtuais e sua nova geração (VHDX), as máquinas virtuais também precisavam de uma nova versão. VMs da geração 2 não tem mais drivers emulados e agora podem ser iniciadas por controladoras SCSI. Isso significa que as VMs terão mais performance e serão mais fáceis de ser gerenciadas, já que recursos como controladoras IDEs e placas de redes Legacy não existem mais. Na parte de performance, a iniciação será 20% mais rápida e a instalação de sistema operacionais 50% mais rápida também.

Automatic Guest Activation – Quando máquinas virtuais com Windows Server 2012 R2 estiverem sendo executadas no Windows Server 2012 R2 Datacenter, elas serão automaticamente ativadas, sem a necessidade de ativação manual ou com servidores de KMS.

Compressed Live MigrationLive Migrations agora serão compactadas antes da migração ocorrer, trazendo migrações 2 vezes mais rápidas em redes de 10GB ou menos.

Migração entre 2012 e 2012 R2 sem Downtime – Será possível usar o Live Migration ou Shared Nothing Live Migration para migrar suas máquinas virtuais do Windows Server 2012 para a nova versão. Com isso as migrações para o WS2012 R2 não terão nenhum downtime.

Hyper-V Replica Melhorada – Em ambientes com o Hyper-V Replica será possível adicionar uma réplica adicional no servidor Replica, criando uma cascata de três servidores.

Controle do intervalo de Replicação do Hyper-V Replica – Na versão atual do Windows Server não é possível alterar o intervalo de replicação entre servidores, que é de 5 minutos. Na nova versão teremos os valores 30 segundos, 5 minutos e 15 minutos.

Linux Integration Services – O suporte para VMs rodando Linux foi melhorada também, oferecendo Memória Dinâmica, backup online, driver de vídeo e melhor performance.

Melhorias do Virtual Machine Connector – A janela usada para conectar as VMs, chamadas de VM Connector, agora usam serviços do Remote Desktop Services, trazendo uma experiência de um computador normal para VMs, com suporte de áudio, microfone, Copy & Paste e o tão esperado suporte a USB.

Storage QoS – Assim como temos Quality of Services para rede, o WS2012R2 dará suporte a QoS para VMs conectando a storages também.

Compressão e expansão de VHDs em execução – Poderemos expandir ou diminuir o tamanho de um disco virtual enquanto a VM está ligada. Isso mostra o quanto o time do Hyper-V está trabalhando para fazer com que você tenha Zero Downtime em seu ambiente, inclusive para manutenções simples como gerenciamento de disco.

Exportar VMs em Execução – VMs poderão ser exportadas enquanto estão em execução, deixando o troubleshooting de problemas mais fáceis.

VHD Compartilhado em Cluster – VHDX poderão ser compartilhados para criar Guest Clusters.

Ainda não existe data para lançamento do Windows Server 2012 R2, mas esperamos ter uma versão para testes em breve.

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

Criando e configurando Resource Pools no Windows Server 2012 Hyper-V

Em ambientes virtualizados com diferentes áreas de negócio, departamentos ou clientes, é preciso segregar não só as máquinas virtuais, mas também os recursos utilizadas por elas como disco, rede, memória, etc. Com Resource Pools do Windows Server 2012 Hyper-V, é possível atribuir um pool de recursos para um determinado grupo de máquinas virtuais de um mesmo servidor físico, tendo assim a opção de criar recursos exclusivos para serem usados por um cliente em um ambiente de nuvem pública ou privada, por exemplo. Além da segregação, é possível monitorar e ter relatórios de utilização desses recursos para saber quanto de cada Resource Pool está sendo consumido pelas máquinas virtuais.

É possível criar Resource Pools dos seguintes tipos:

· Disco virtuais (VHD)

· Processador

· Rede

· Memória

· ISSO

· Virtual Floppy Disks (VFD)

· Portas e conexões Fibre Channel

Os Resource Pools são criados via PowerShell através do comando New-VMResourcePool.

No exemplo abaixo, o Resource Pool do tipo VHD chamado Cliente01VHD é criado, agregando todos os discos virtuais do caminho C:\Hyper-V\StoragePool1:

New-VMResourcePool –Name Cliente01VHD–ResourcePoolType VHD – Paths C:\Hyper-V\StoragePool1

Ao criar um novo Resource Pool de VHDs, abra as propriedades da sua máquina virtual, clique em Hard Drive e clique em Virtual hard disk. Você verá a opção de escolher o Resource Pool e o disco, conforme figura abaixo:

clip_image002

Neste outro exemplo, um Resource Pool chamado Cliente01Network do tipo Rede é criado.

New-VMResourcePool –Name Cliente01Network –ResourcePoolType Ethernet

Ao clicar nas configurações da placa de rede de sua máquina virtual, será possível ver o novo Resource Pool criado e atribuir os switches virtuais, conforme figura abaixo.

clip_image004

Alguns Pools como memória e processador por exemplo, não oferecem interface gráfica no Hyper-V e não tem usabilidade por padrão, mas podem ser integrados com outras ferramentas de terceiros.

Usando Resource Metering também é possível ter relatórios de cada Pool, dando assim outra utilidade aos seus Resource Pools.

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, acesse:http://clk.atdmt.com/MBL/go/425207668/direct/01/

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

                                                                                                       clip_image005

Medindo a utilização de recursos das máquinas virtuais com o Resource Metering

O Windows Server 2012 Hyper-V oferece vários recursos novos e melhorias que vão ajudar muito no gerenciamento de ambientes virtuais.

Um deles é o Resource Metering. Com ele é possível monitorar os recursos que as VMs estão utilizando como memória, CPU, disco e rede.

O Resource Metering pode ser usados em cenários diferentes como ambientes de nuvem privada onde empresa hosts precisam cobrar os clientes com base na utilização dos recursos ou simplesmente para planejamento de capacidade do seu ambiente virtual.

Por padrão o Resource Metering é desabilitado. Para habilitá-lo, execute o seguinte comando do PowerShell no sistema host:

Enable-VMResourceMetering –VMName VM01

Você também pode habilitá-lo para todas as suas VMs com o commando:

Enable-VMResourceMetering –VMName *

Depois de habilitado, você já pode começar a medir os recursos das VMs usando o comando Measure-VM, conforme figura abaixo:

Measure-VM –VMName VM01

clip_image002

Measure-VM –VMName VM01 | Format-List

clip_image004

(Measure-VM –VMName VM01).NetworkMeteredTrafficReport

clip_image006

Para zerar os contadores do Resource Metering, use o seguinte comando:

Reset-VMResourceMetering –VMName VM01

Para desabilitá-lo, execute este comando:

Disable-VMResourceMetering –VMName VM01

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, acesse:http://clk.atdmt.com/MBL/go/425207668/direct/01/

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

                                                                                                      clip_image007

Monitorando suas Máquinas Virtuais com o VM Monitoring do Windows Server 2012 Hyper-V

O Windows Server 2012 Hyper-V oferece uma opção para monitorar suas máquinas virtuais em Cluster para que você saiba quando a máquina virtual está com algum problema. Com o VM Monitoring é possível identificar a saúde de um serviço ou ser alertado quando um evento do Event Viewer for criado pelo próprio host físico, sem a necessidade de conectar a suas VMs.

O VM Monitoring só está disponível para VMs que estão em Cluster e as VMs devem estar no mesmo domínio que o sistema host.

Para monitorar suas máquinas virtuais, é preciso liberar o VM Monitoring no firewall do Windows. Ë possível criar uma exceção conforme exibido na figura abaixo ou executar este comando na VM usando o PowerShell.

Set-NetFirewallRule –DisplayGroup “Virtual Machine Monitoring” –Enabled True

clip_image002

Para configurar o serviço a ser monitorado, abra o Failover Cluster Manager no sistema host, clique com o botão direito na sua VM, selecione More Actions e clique em Configure Monitoring.

Na tela Select Services, selecione o serviço que será monitorado e clique em OK.

clip_image003

Para monitorar um evento do Event Viewer é preciso usar o PowerShell. Use o exemplo abaixo para criar seus alertas:

Add-ClusterVMMonitoredItem –EventLog “Application” –EventSource “App123” –EventID 666

Para executar o comando acima é preciso instalar o Failover Clustering Tools pelo Server Manager na sua VM.

Agora, quando o serviço for parado ou o evento for criado na sua VM, a mensagem Running (Application in VM Critical) irá aparecer no Failover Cluster Manager do sistema host, conforme figura abaixo:

clip_image005

Agora você saberá quando sua VM estiver com problemas apenas usando o Failover Cluster Manager do sistema host.

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, acesse:http://clk.atdmt.com/MBL/go/425207668/direct/01/

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

                                                                                                       clip_image006

Migrando seus Discos virtuais do Hyper-V para VHDX

Desde o primeiro software de virtualização da Microsoft, o Virtual PC, as máquinas virtuais usam o mesmo arquivo de disco virtual, chamado de Virtual Hard DiskVHD. Com o crescimento do workload e a demanda das empresas para rodarem sistemas críticos em ambiente virtual, a nova versão do Hyper-V no Windows Server 2012 também traz um novo formato de disco, chamado agora e VHDX.

Todas as máquinas virtuais criadas no Windows Server 2012 Hyper-V usam os discos VHDX. Veja abaixo alguns benefícios:

· Suporte de discos virtuais de até 64 TB.

· Proteção contra corrupção de dados durante falha de energia.

· Melhorias do alinhamento do formato do disco virtual.

· Blocos maiores para discos dinâmicos e diferenciais.

Basicamente o VHDX fornece maior capacidade de disco com mais eficiência, performance e segurança.

É importante ressaltar que não existe restrições de uso do VHDX comparado com VHD, portanto, ao migrar suas máquinas virtuais, é essencial que os discos também sejam convertidos.

Para converter seus discos VHD para VHDX, abra o Hyper-V Manager e clique em Edit Disk, do lado direito do console.

No Edit Virtual Hard Disk Wizard, clique em Next.

Em Locate Virtual Hard Disk, clique em Browse, especifique o local do arquivo VHD e clique em Next.

Em Choose Action, selecione Convert, conforme figura abaixo:

clip_image002

Selecione VHDX e clique em Next 2 vezes. Especifique o caminho do disco e clique em Finish.

Perceba que também é possível reverter o procedimento, caso necessário:

clip_image004

Depois disto, abra as configurações da sua máquina virtual e adicione o novo arquivo VHDX.

Se você preferir usar o PowerShell, esses são alguns exemplos de comandos para criar, converter e adicionar discos VHDX.

Criando um disco virtual (VHD) de 60GB

New-vhd C:\Hyper-V\Test.vhd 60GB

Migrando arquivos VHD para VHDX

Convert-VHD C:\Hyper-V\Test.vhd C:\Hyper-V\Test.vhdx

Criando um novo VHDX com 60 TB

New-VHD -SizeBytes 60TB -Dynamic –Path C:\Hyper-V\NewDisk.vhdx

Adicionando o VHDX em uma VM

Add-VMHardDiskDrive -VMName MVPDemo1 -Path C:\Hyper-V\NewDisk.vhdx

Com comandos do PowerShell você pode criar scripts para automatizar sua migração de máquinas virtuais de versões anteriores para o Hyper-V.

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, acesse:http://clk.atdmt.com/MBL/go/425207668/direct/01/

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

                                                                                clip_image005

Configurando as opções de segurança do Windows Server 2012 Hyper-V

A Microsoft vem focando em segurança do Hyper-V desde sua primeira versão, disponibilizadas no Windows Server 2008.

O Windows Server 2012 Hyper-V também inclui vários recursos de segurança por padrão. O primeiro exemplo é a forma de delegar o controle para administradores do Hyper-V. Em versões anteriores era complicado delegar o controle de administradores somente para gerenciar ambientes virtuais. Era preciso usar o Azman para dar permissões. Clique aqui para saber mais sobre delegação de controle com o Azman.

Agora o Hyper-V oferece um grupo local de administradores especificamente para gerenciar o Hyper-V. Durante a instalação do Hyper-V, o grupo local Hyper-V Administratrors. Membros desse grupo tem o controle total de todas as funcionalidades do Hyper-V.

clip_image001

Existe outra configuração importante para restringir o acesso entre máquinas virtuais chamado Port ACLs. Com ela você pode bloquear, liberar ou medir o tráfego das VMs que estão no mesmo host.

Usando o PowerShell, no exemplo abaixo, o acesso inbound da VM chamada VM01 é bloqueado para a rede classe B 10.10.0.0.

Add-VMNetworkAcl –VMName VM01 –RemoteIPAddress 10.10.0.0/16 –Direction Inbound –Action Deny

Já no exemplo abaixo, a mesma VM tem um IP específico sendo liberado em ambas direções:

Add-VMNetworkAcl –VMName VM01 –RemoteIPAddress 10.10.0.1 –Direction Both –Action Allow

Com o Port ACLs poderemos finalmente controlar o acesso entre suas VMs sem a necessidade de produtos de terceiros.

Existem outras opções do Windows Server 2012 como por exemplo o Server Core, onde o Windows é instalado somente com a interface de linha de comando, aumentando assim a segurança e diminuindo a manutenção como instalação de patches.

Algumas melhorias foram feitas no Bitlocker, função para criptografia de partições, agora suportando volumes de cluster com o CSV habilitado.

Essas são algumas das pequenas configurações padrões de segurança do Hyper-V, mas que realmente fazem uma grande diferença em ambientes virtuais.

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, acesse:http://clk.atdmt.com/MBL/go/425207668/direct/01/

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

                                                                                   clip_image002

Adicionando NIC teaming em máquinas virtuais do Windows Server 2012 Hyper-V

 

O Windows Server 2012 traz vários recursos interessantes relacionados à rede e um deles é o NIC Teaming, ou mais conhecido como Load Balance and Failover (LBFO) NICs. Com ele você pode colocar até 32 placas de rede em um único dispositivo lógico, possibilitando performance e balanceamento de carga. Essa configuração pode ser feita pelo sistema operacional, dispensando assim o NIC Teaming feito por hardware.

Máquinas virtuais do Hyper-V também suportam switches virtuais usando um NIC Teaming, fornecendo os mesmos benefícios do Team para suas máquinas virtuais.

Para usar NIC Teaming com uma VM do Hyper-V, crie um NIC Teaming usando as configurações que você preferir no Windows Server e abra o Hyper-V Manager.

No Hyper-V Manager, clique em Virtual Switch Manager e crie um novo virtual switch.

Especifique um nome e descrição do virtual switch, clique em External network e selecione o NIC Team criado no host físico. O nome do Team é exibido como Microsoft Network Adapter Multiplexor Driver.

clip_image002

Clique em OK para criar o novo virtual switch.

Sua VM já tem um virtual switch usando NIC Teaming, mas é preciso habilitar a mesma funcionalidade para que sua VM use a placa de rede como Teaming.

Para habilitar Teaming em sua VM, abra o PowerShell no host e digite o seguinte comando:

Get-VM VM01 | Set-VMNetworkAdapter –AllowTeaming On

No exemplo acima, NIC teaming é habilitado para a VM chamada VM01.

É importante lembrar que o Windows Server suporta até 32 placas de rede em um Teaming, mas para Teaming usadas por máquinas virtuais só são suportadas 2 lacas de rede.

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, acesse:http://clk.atdmt.com/MBL/go/425207668/direct/01/

clip_image003Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

Novidades e recursos de Rede do Windows Server 2012 Hyper-V

Uma das áreas que mais receberam melhorias e novidades no Windows Server 2012 foi a parte de rede no Hyper-V.

Desde detalhes simples e uteis à configurações avançadas que fazem uma grande diferença na hora de garantir a segurança, performance e alta performance de suas máquinas virtuais.

Logo ao criar um switch virtual nos deparamos com uma configuração que já era aguardada há um bom tempo: o Single-root I/O virtualization, ou SR-IOV. Com somente um checkbox você consegue atribuir uma placa física diretamente à VM, sem a necessidade de ter um Switch virtual entre o sistema host e a VM. Com isso você terá mais desempenho de rede e menos consumo de CPU no host, já que a placa não passa pela camada de gerenciamento do Hyper-V.

Algumas opções foram adicionadas ao Network Switch das máquinas virtuais. A primeira delas, Bandwidth Management, oferece a opção de especificar quanto será o tráfego mínimo e o máximo utilizado pela VM, criando um tipo de QoS por software.

clip_image001

No exemplo da imagem acima, se você tiver uma placa de rede de 1GB atrelada ao switch virtual, a VM utilizará somente 20% da placa.

Entrando nas configurações avançadas da placa de rede iremos notar alguns outros recursos novos, como o caso do DHCP Guard. Quando habilitado, ele irá garantir que a VM não libere pacotes de DHCP para a rede.

Em seguida temos o Router Guard. Esta opção irá bloquear qualquer pacote de redirecionamento ou descoberta de máquinas virtuais que enviem pacotes de roteamento pra rede.

O Port Mirroring oferece o recurso de duplicar e redirecionar todos os pacotes criados pela máquina virtual de origem para uma outra máquina destino. Para fins de auditoria, troubleshooting ou monitoramento ele se torna muito útil.

O Windows Server 2012 introduziu uma ótima função para balanceamento de carga e alta disponibilidade de placas de rede, chamada de NIC Teaming. Essa opção, que agora não depende mais de hardware, pode agregar até 32 placas de rede em um só grupo. O legal é que o NIC Teaming também pode ser atribuído à uma máquina virtual, oferecendo o mesmo desempenho e segurança para suas VMs.

clip_image002

Outra opção interessante é o Virtual Fibre Channel. Com ele finalmente podemos atribuir uma Placa de Fibre Channel diretamente pra VM. Ótimo recurso para conexão à storages ou em casos de alta performance de rede. Um dos benefícios do Virtual Fibre Channel do Hyper-V é que ele suporta Live Migration de VMs com essas placas.

Na parte de segurança também temos o Port ACLs, fornecendo regras de rede entre as máquinas virtuais. Você pode escolher o IP ou a rede e bloquear ou liberar a comunicação entre elas.

Para finalizar, também temos o Network Virtualization no Hyper-V. Quando habilitado, o Network Virtualization consegue mascarar a comunicação entre as VMs e garantir que VMs com o mesmo IP possam usar a mesma rede e mesmo assim ter uma segregação virtual. Além da máquina virtual, você também tem a rede totalmente virtualizada. Para ambientes de nuvem privada por exemplo, você pode ter máquinas de clientes diferentes com o mesmo nome ou IP em uma única estrutura física de rede, mas tento o Network Virtualization para limitar a comunicação entre elas.

Esse artigo mostrou uma visão geral dos novos recursos de rede. Nos próximos iremos entrar em mais detalhes com demonstrações e dicas, fique ligado.

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, acesse:http://clk.atdmt.com/MBL/go/425207668/direct/01/

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

clip_image003

Backup e Restore de Máquinas Virtuais com o Windows Server Backup

A ferramenta de backup do Windows Server 2008 e 2008 R2 tinham muitas limitações, principalmente relacionadas ao backup de máquinas virtuais.

Diferente das versões antigas, o Windows Server Backup do Windows Server 2012, suporta o backup de máquinas virtuais com Hyper-V e não necessita ferramentas de terceiros para pequenas e médias empresas.

Por padrão a funcionalidade do Windows Server Backup não é instalada, mas pode ser facilmente configurada através do Server Manager, Add Features. Portanto, antes de começar a fazer o backup de suas VMs, tenha certeza que o Windows Server Backup foi instalado com sucesso.

Para fazer o backup de suas VMs, abra o Windows Server Backup e clique em Backup Schedule ou Backup Once. Nesta demonstração iremos ver como agendar backups automáticos com a opção Backup Schedule.

Na tela Getting Started, click Next.

Na tela Select Backup Configuration, selecione Custom e clique Next.

Em Select Items, expanda Hyper-V e selecione as máquinas que serão salvas pelo backup.

Além das máquinas virtuais, o Windows Server Backup também oferece a opção para salvar as configurações do Host, contendo as informações do host como Switches virtuais, locais padrões, etc.

clip_image001

Clique OK e depois em Next.

Em Specify Backup Time, selecione o horário que o backup será executado e clique em Next.

Como é possível ver nesta tela, existe a limitações de agendamento de backups com a opção de backups diários somente. Para backups semanais ou em dias específicos é possível criar uma tarefa agendada para executar o backup por linha de comando usando o wbadmin.

Em Specify Destination Type, selecione a opção para um disco dedicado, backup em volume ou em uma pasta compartilhada e clique Next.

Na tela de confirmação, verifique as informações e clique em Finish.

O processo para agendar e executar os backups são bem simples, mas como explicado não oferece muitas opções de agendamento.

Neste exemplo abaixo, a máquina virtual chamada VM01 está sendo salva no drive E.

wbadmin start backup –backupTarget:E: –hyperv:”VM01”

Agora basta criar uma tarefa agendada para executar os backups de acordo com sua agenda específica.

Para restaurar suas máquinas virtuais, abra o Windows Server Backup e clique em Restore.

No Recovery Wizard, especifique a localidade onde o backup foi armazenado e clique em Next.

Em Location Type, selecione o local do backup está e clique em Next 2 vezes.

Em Select Backup Date, selecione a data e hora do backup que será restaurado e clique em Next.

Em Select Recovery Type, selecione Hyper-V e clique em Next.

Expanda Hyper-V e selecione as máquinas que serão recuperadas e clique em Next.

clip_image003

Em Recovery Options, selecione o local que a VM será recuperada e clique em Recover para iniciar o processo de recuperação.

Depois de finalizado o processo, suas máquinas virtuais estarão prontas para serem utilizadas novamente.

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, acesse:http://clk.atdmt.com/MBL/go/425207668/direct/01/

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

                                                                                              clip_image004

Recuperação de Desastres com o Hyper-V Replica

Virtualizar servidores deixou de ser algo comum para algo necessário e faz parte de qualquer ambiente de TI, seja uma pequena sala com alguns servidores à datacenters avançados e distribuídos geograficamente.

Por outro lado, a adoção mal planejada de um ambiente virtualizado pode ser um tiro no pé. Essa é aquela velha história dos ovos em uma cesta só. Ter todos servidores virtuais em um só físico estará aumentando, e muito, o risco de todos eles estarem indisponíveis.

A alta disponibilidade com o Failover Cluster oferece um serviço que garantirá que suas máquinas sejam reiniciadas em um outro host caso o primeiro falhe, mas mesmo assim você ainda terá que se preocupar com a recuperação em caso de um problema maior.

Um bom exemplo uma falha na storage que hospeda todos os discos virtuais de suas Virtual Machines (VM) ou um problema de fornecimento de energia ou porque não um desastre ambiental como enchentes, queimadas e por aí vai. Nestes casos a alta disponibilidade não oferecerá um nível de acesso aos serviços aceitáveis e você terá muitos problemas, sem tirar o tempo necessário para recuperar todo seu ambiente.

Ao pensar em obter uma solução de recuperação de desastres temos outros problemas

· Custo

· Complexibilidade

· Datacenter ou site remoto

· Link de internet

· Replicação inicial

· Mão de obra

· Segurança

O Windows Server 2012 com o Hyper-V traz, além de uma plataforma de virtualização confiável e robusta, outros recursos muito interessantes como é o caso do Hyper-V Replica.

Com o Hyper-V Replica você poderá replicar suas VMs com apenas dois servidores e uma conexão de rede entre eles. Isso já vai garantir que todas suas VMs possam ser inicializadas num outro servidor em questão de minutos.

Para entender os benefícios do Hyper-V Replica, a lista a seguir mostrará os problemas descritos acima e como o Hyper-V consegue mitiga-los.

· Custo – O Hyper-V Replica pode ser usado com a versão gratuita do Hyper-V e com os mesmos recursos que a versão full.

· Complexibilidade – O único requisito é a conexão de rede entre os servidores!

· Datacenter ou site remoto – Um único servidor de Hyper-V pode ser utilizado em uma localidade remota para criar uma réplica de um servidor existente.

· Link de internet – A replicação, que ocorre a cada 5 minutos, é com base em logs e é compressa para garantir uma boa taxa de transferência de dados e baixa utilização de link.

· Replicação inicial – A replicação inicial pode ser agendada e também pode ser feita de forma off-line, copiando ou levando os dados para o servidor replica e iniciando a replicação local.

· Mão de obra – Além de ser fácil de ser configurado, só é preciso liberar uma porta de firewall entre os dois servidores para garantir a replicação entre eles.

· Segurança – A replicação pode ser feita usando o protocolo HTTP para redes internas e seguras ou HTTPS para redes externas e com pouca segurança.

Vamos ver agora como replicar todas suas máquinas virtuais para outro servidor usando o Hyper-V Replica. Pra começar, precisaremos de 2 servidores com a comunicação de rede entre eles. Um será o Servidor Primário e o outro o Servidor Replica.

Antes de começarmos, é preciso habilitar as configurações de replicação em ambos servidores. O servidor primário também precisa desta configuração para que possamos reverter a replicação para ele após um failover.

Para isso, faça logon em um deles, abra o Hyper-V Manager, clique em Hyper-V Settings, selecione Replication Configuration e clique em Enable this computer as a Replica server. A primeira opção, HTTP, não oferece criptografia para a replicação, mas não tem nenhum pré-requisito. Já a opção HTTPS necessita de um certificado de servidor instalado nos 2 servidores.

Em Authorization and Storage, escolha o local que os arquivos replicados serão salvos. Caso haja mais que um servidor você poderá escolher caminhos separados clicando em Allow replication from the specific Servers.

Após escolher as opções desejadas, clique OK conforme a figura abaixo e repita o mesmo procedimento no segundo servidor.

image

Caso o Firewall do Windows esteja habilitado, use o seguinte comando do PowerShell para abrir uma exceção para o Hyper-V Replica:

Enable-Netfirewallrule -displayname "Hyper-V Replica HTTP Listener (TCP-In)"

Pronto! Seus servidores já estão preparados para receberem ou iniciarem as réplicas das VMs.

Pra replicar uma VM, selecione a VM no Hyper-V Manager, clique com o botão direito e selecione Enable Replication.

Na tela Before You Begin, clique Next.

Em Specify Replica Server, coloque o nome do servidor que será usado como Replica e clique Next.

Em Specify Connection Parameters, escolha HTTP ou HTTPS. Para a opção HTTPS, tenha certeza que você instalou o certificado para servidor antes.

image

Em Choose Replication VHDs, escolha quais discos virtuais serão replicados e clique Next.

Em Configure Recovery History, selecione Only the latest recovery point ou Additional recovery points. A segunda opção irá criar um snapshot de acordo com o intervalo especificado. Essa opção garantirá que você possa recuperar versões anteriores da VM em caso de replicação de um vírus na VM, por exemplo.

Em Choose initial Replication Method, escolha a opção para mandar a replicação através da rede, usando uma mídia externa ou uma VM existente e clique em Start replication on caso prefira agendar a replicação inicial.

image

Em Summary clique em Finish.

Agora todos os dados da VM serão enviados para logs, que serão replicados a cada 5 minutos para o servidor replica. Caso seu servidor Primário esteja indisponível, selecione a VM no servidor replica e clique em Failover. Selecione o ponto de recuperação se houver mais que um e clique OK. Sua VM estará disponível novamente em questão de minutos.

Caso você queira fazer um failover planejado ou simplesmente inverter a replicação, desligue a VM, clique com o botão direito do mouse, navege até Replication e selecione Planned Failover. Clique Fail Over e a replicação será invertida.

image

Usando o Hyper-V Replica você terá um ambiente com todas as premissas e totalmente preparado para recuperação em caso de desastres.

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, acesse:http://clk.atdmt.com/MBL/go/425207668/direct/01/

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

                                                                                          image

Conhecendo as novas opções de mobilidade do Windows Server 2012 Hyper-V

Computação em Nuvem! Essa é a tecnologia do momento que veio pra ficar, revolucionando o jeito que criamos e gerenciamos nosso datacenters, trazendo elasticidade, automação e mobilidade que não existem num ambiente sem ela. Se você estiver numa conversa com outros profissionais de TI esse provavelmente será o assunto discutido. Não só em bate-papos, mas em números também. Segundo a Gartner, 78% das empresas irão adotar a estratégia em nuvem até 2014.

Muitas empresas estão planejando ou já criando seus próprios pool de recursos, a chamada nuvem privada, contendo servidores, switches, storages, serviços, aplicações e muito outros componentes que formam uma estrutura dedicada e interna, tendo como resultado a automação de tarefas complexas como a instalação de serviços e aplicações e do gerenciamento da infraestrutura de forma centralizada.

O Windows Server 2012 Hyper-V é um grande aliado nessa evolução e traz todos os componentes e recursos para criar a base dessas nuvens. Este artigo irá focar uma das áreas mais aprimoradas desta nova versão do Hyper-V: A mobilidade. Mas esse já é um assunto conhecido para quem já trabalha com o Hyper-V. A versão do Windows Server 2008 R2 introduziu o Live Migration, que possibilitava a movimentação de máquinas virtuais em cluster de um nó para outro com a máquina em produção. Essa característica foi bem aceita e muito utilizada nos ambientes virtuais e a Microsoft decidiu aprimorá-la, possibilitando agora com o Windows Server 2012 a movimentação de qualquer máquina virtual para qualquer outro servidor e sem a necessidade de uma estrutura dedicada.

O que era bom ficou ainda melhor!

Mas antes de entrar em detalhes nas novidades, vamos falar um pouco das melhorias que o bom e velho Live Migration sofreu na nova versão do Hyper-V. Agora, por exemplo, é possível mover várias máquinas virtuais ao mesmo tempo e com 70% a mais de performance comparando com a versão anterior do Hyper-V.

Também é possível escolher o melhor nó para a movimentação com base nos recursos disponíveis e configurar prioridades ao migrar várias VMs ao mesmo tempo, conforme mostra a figura abaixo.

image

Problemas com espaço em disco e manutenção de storages passarão despercebidos pelos usuários.

Storage é um dos maiores problemas nos datacenters. Não só a capacidade, mas a manutenção e contratempos que podem ocorrem da noite pro dia. O Storage Migration irá dar uma ajuda considerável quando a storage que armazena os discos virtuais de suas VMs estiver sem espaço ou quando você precisar fazer algum tipo de manutenção que requeira o desligamento delas. Com ele você poderá mover os discos virtuais de suas máquinas para outra localidade com a VM em execução.

O processo para movimentar a storage é bem simples. Basta você escolher a VM, clicar com o botão direito e depois em Move, conforme a figura abaixo.

image

Na tela Choose Move Type, escolha Move the virtual machine’s storage, como mostra o próximo screenshot.

image

Em Choose Move Options, você ainda pode escolher entre mover todos os dados da VM para um único lugar, diferentes localidades ou somente o disco virtual.

image

Um dos “milagres” do Windows Server 2012 com a nova versão do protocolo SMB é a opção de rodar a VM com o disco em uma pasta compartilhada na rede. Com as permissões corretas, ao criar ou mover um disco virtual (VHD), basta especificar o caminho da pasta na rede que hospedará o arquivo conforme a figura abaixo e clicar OK.

image

Quer mais simplicidade? Que tal fazer tudo isso usando uma única linha de comando?

Move-VMStorage –VMName VM01–DestinationStoragePath \\FS01\VHDs\

A pequena linha de comando acima faz basicamente o que eu descrevi nas imagens anteriores, movendo o disco virtual da VM chamada VM01 para o caminho \\FS01\VHDs\. O PowerShell, que oferece total suporte ao Hyper-V, será sua ferramenta do dia a dia e exemplos assim farão com que você salve tempo, recursos e mão de obra para as tarefas diárias.

Mova qualquer máquina virtual para outro servidor com um único pré-requisito: Conexão de Rede

Como explicado anteriormente, o Live Migration possibilita a movimentação de máquinas virtuais em cluster, mas para que isso aconteça é preciso uma infraestrutura por traz de tudo isso. Servidores, storage compartilhada, switches, rede, Failover Cluster, Cluster Shared Volumes, etc, são alguns exemplos necessários para mover suas VMs usando o Live Migration.

“E se pudéssemos mover máquinas virtuais em execução usando simplesmente dois servidores e uma conexão de rede?” Essa é o tipo de pergunta que não pode ser dita perto dos caras que coordenam o Hyper-V, pois foi exatamente isso que eles pediram com que os desenvolvedores fizessem. O resultado foi o Shared-Nothing Live Migration. Com ele você consegue migrar máquinas entre servidores tendo somente uma conexão de rede.

Para usar essa funcionalidade, é preciso habilitar Live Migration nos servidores e escolher o protocolo de autenticação, conforme a imagem abaixo.

image

A opção CredSSP é a mais simples, pois não tem pré-requisitos. Porém será preciso iniciar a migração do servidor de origem, caso contrário um erro de permissão será exibido.

Para iniciar a migração remotamente será preciso configurar as permissões das contas dos computadores usando o Contrained Delegation. Para mais informações, você pode usar o seguinte link: http://technet.microsoft.com/en-us/library/jj134199.aspx#BKMK_Step1

Depois disto você pode selecionar a VM que será migrada, da mesma maneira que fizemos no Storage Migration e escolher a opção Move the virtual machine. Selecione o servidor de destino, a pasta que a VM será migrada e clique em OK.

image

O Hyper-V migrará primeiro os discos virtuais da VM com um procedimento parecido com o Storage Migration e depois copiará as páginas de memória da VM para o host de destino. Ao finalizar esse processo a VM estará no host de destino, migrada sem nenhum tempo de interrupção.

Outra coisa que chama a atenção aqui é a linha de comando utilizada para migrar as VMs usando o Shared-Nothing Live Migration:

Move-VM Winserv2012VM HVHost02 –IncludeStorage –DestinationStoragePath D:\ Hyper-V\

Neste exemplo acima a VM chamada Winserv2012VM será migrada para o servidor HVHost02 no caminho D:\Hyper-V. É muito legal usar esse pequeno comando para mover todos os componentes da máquina virtual em execução para outro servidor!

Como vimos nos procedimentos acima, agora podemos literalmente mover máquinas de qualquer servidor para qualquer servidor com o Windows Server 2012, tendo somente uma simples conexão de rede entre eles. E as novidades não param por aí. Nos próximos artigos veremos tudo sobre alta disponibilidade, recuperação de desastre, gerenciamento e muito mais.

Para mais informações sobre o Windows Server 2012, acesse:http://clk.atdmt.com/MBL/go/425207668/direct/01/

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

                                                                                        image

Windows Server 2012 Hyper-V como Base de sua Nuvem Privada

 

image

O Windows Server 2012 foi finalmente lançado e com ele a nova versão do Hyper-V. Virtualização já faz parte do nosso dia a dia e hoje ela deixou de ser estatística para se tornar fato. Foi pensando nisso que a Microsoft foi além da virtualização na terceira versão do Hyper-V e trouxe os requisitos e componentes necessários para criar e gerenciar suas nuvem privadas.

Este artigo irá focar as cinco principais áreas de aprimoramento relacionadas ao Hyper-V e nuvem privadas.

Escalabilidade e Elasticidade

Um dos primeiros requisitos para criação de uma nuvem privada é a possibilidade de rodar qualquer servidor e qualquer aplicação, inclusive aqueles que precisam de desempenho, memória e processamento.

Agora é possível executar máquinas virtuais com até 1 TB de memória e 320 processadores, o que garante a escalabilidade para os próximos anos. É difícil pensar numa VM com essas características, mas ao lembrar os velhos tempos do disquete de 3.14 ou dos servidores rodando Windows NT com 128 MB de memória e discos de 10 GB isso não fica tão distante assim. Portanto essa versão do Hyper-V irá atender a demanda por um bom tempo, desde pequenas empresas até sistemas críticos e datacenters.

Para se ter uma idéia das limitações, a tabela abaixo mostra a diferença entre versão anterior do Hyper-V com a atual.

image

Outra melhoria do Hyper-V relacionada a elasticidade é a Memória Dinâmica. Agora, além das opções já existentes do Hyper-V 2008 R2 como Startup Memory e Maximum Memory, agora também
é possível atribuir o Minimum Memory, como mostrado na imagem abaixo.

image

Caso o host físico não tenha memória disponível para iniciar a VM, como 1 GB do exemplo acima, outra funcionalidade chamada Smart Paging é utilizada para garantir que a VM consiga ser iniciada, criando um arquivo de paginação no host e diminuindo a memória após sua inicialização.

Outra ótima notícia é a opção de alterar esses valores de Memória Dinâmica com a VM em execução, o que fazia falta nas versões anteriores.

Muitos recursos e melhorias também foram introduzidas na área de rede. A primeira é o Hyper-V Extensible Switch, que oferece o suporte a add-ons ou modificações nos switches virtuais usados pelas VMs, dando a possibilidade aos fornecedores a criarem filtros, instruções, capturas e quaisquer outros atributos e ações diretamente ao switch virtual. Achou interessante? Comece hoje mesmo a escrever suas extensões usando este link: http://msdn.microsoft.com/en-us/library/windows/hardware/jj673961%28v=vs.85%29.aspx

Também é possível agora controlar a utilização da rede por cada VM como Bandwidth Management,
especificando valores mínimo e máximo por VM, como exibido na figura abaixo.

image

Uma outra funcionalidade muito interessante para ambientes de nuvens híbridas seria o Network Virtualization. Ele faz com que as VMs tenha seus IPs preservados, mesmo quando sejam movimentadas para outros servidores ou até mesmo para outras nuvens, além de suportar várias VMs com o mesmo IP sendo executadas na mesma rede, como de clientes ou departamentos diferentes, oferecendo isolamento entre elas.

Gerenciamento

Os administradores também adorarão a cara nova e os diferentes métodos de gerenciamento do Windows Server 2012 e do Hyper-V.

Começando pelo Server Manager, ele é a primeira interface aberta e a ultima a ser fechada na administração dos seus servidores. Com a opção de criar pools de servidores, é possível agora visualizar e administrar todos os papéis e funcionalidades presentes nos servidores utilizando um dashboard de interface limpa e que vai direto ao ponto quando o assunto é a saúde, status e administração.

image

As melhorias desta interface também foram estendidas ao Failover Cluster Manager para gerenciamento de ambientes em Cluster. Além da administração, ele interage com o Hyper-V habilitando opções como o VM Monitoring, que oferece uma forma de monitorar serviços e eventos nas VMs em cluster e saber, pelo próprio Failover Cluster Manager, quando algo estiver errado.

image

Já o Hyper-V Manager traz algumas pequenas melhorias, mas que também são muito úteis na hora de monitorar e buscar mais detalhes de suas VMs.

Ao selecionar uma máquina virtual, a abas da figura abaixo são exibidas e informações sobre memória, rede, replicação e sumário podem ser acessadas de forma rápida e simples, sem a necessidade de conectar à VM.

image

É lógico que não podíamos esquecer de falar da integração total do Hyper-V com o PowerShell, tornando possível a automatização de tudo que é feito pela interface gráfica através de comandos simples e eficazes.

Para a lista completa de comandos do Hyper-V, acesse http://technet.microsoft.com/en-us/library/hh848559.aspx

Mobilidade

Uma das características mais interessantes da nova versão do Hyper-V é a mobilidade das VMs, onde é possível agora mover máquinas virtuais em execução para qualquer outro servidor, sem uma infraestrutura dedicada ou storages compartilhadas, e com as VMs em execução.

Usando o Storage Migration, por exemplo, o disco virtual utilizado pela VM pode ser movido para outra localidade. Esta opção ajudará em cenários onde a capacidade ou manutenção da storage possa causar indisponibilidade.

A outra é o Shared-Nothing Live Migration, que possibilita máquinas virtuais e seus discos a serem movidos para outro servidor, tendo como pré-requisito somente uma conexão de rede entre os hosts. Com alguns cliques a máquina inteira é movida para outro servidor utilizando somente a rede.

O bom e velho Live Migration, utilizado para migrar VMs entre nós de um cluster, também foi aprimorado. Agora é possível atribuir prioridade para migração das VMs, criação de fila de migração e migração simultânea sem limites.

Recuperaçao de Desastre

Um plano para recuperação de desastre em ambientes virtualizados é tão importante quanto qualquer outro sistema e às vezes até mais crítico. Por outro lado, uma infraestrutura para oferecer a recuperação de desastre para todos seus servidores pode ser cara e complexa. Link de internet, replicação de dados via storage, aplicações e muitos outros fatores podem acabar com qualquer orçamento para esses ambientes.

O Windows Server 2012 traz um recurso que solucionará todos esses problemas e ainda oferece um cenário que cumpre todos os requisitos de um plano de recuperação de desastre. Seu nome é Hyper-V Replica e o mesmo é utilizado para replicar suas VMs para outro servidor utilizando HTTP ou HTTPS somente. Sua replicação é baseada em logs de alteração dos discos virtuais, que possibilita uma replicação agendada e leve, otimizada para links lentos entre localidades diferentes. Para utilizar o Hyper-V Replica só é preciso habilitar os dois servidores, selecionar as VMs e iniciar a replicação, que também pode ser agendada para horários de baixa utilização de link, por exemplo.

Em caso de desastres você pode escolher as últimas versões das VMs, como se fosse um snapshot, protegendo assim também cenários de infecções por vírus ou corrupções de dados.

Esses foram algumas das novidades do Windows Server 2012 Hyper-V descritas neste artigo, mas você encontrará mais detalhes e informações nos próximos posts. Portanto, fique ligado.

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc 

Windows Server League

LeandroCarvalho_01.jpg.jpg

Olá Pessoal

É um prazer compartilhar com vocês o novo projeto chamado Windows Server League, formado por especialistas renomados e influentes na comunidade. Nossa missão será compartilhar artigos, dicas e novidades da nova versão do Windows Server e ajudar no discernimento do novo Sistema operacional de servidores da Microsoft que promete revolucionar a forma que gerenciamos e implementarmos nossos datacenters.

Nossa Liga é formada pelos seguintes especialistas:

• Alvaro Rezende

• Andre Luiz

• André Ruschel

• Daniel Donda

• Jordano Mazzoni

• Jorge Barata

• Leandro Carvalho

• Macelo Sincic

• Rafael Bernardes

O objetivo do Windows Server League é de passar muita informação de qualidade através das mídias sociais e blogs, ajudando vocês a conhecer e aprender as novidades do Windows Server 2012.

A partir de agora, onde houver profissionais de TI desamparados, especialistas com sede de conhecimento, haverá também um dos feras da nossa liga para ajudar! Portanto, fiquem atentos para mais novidades e aventuras do Windows Server League!

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

image004

Windows Server 2012 Hyper-V Cookbook

Olá Pessoal.

É com muita felicidade e com gosto de missão cumprida que anuncio a diponibilidade do meu livro Windows Server 2012 Hyper-V Cookbook.

O objetivo deste livro é de disponibilizar todo o conteúdo em forma de “receitas” para que um administrador consiga instalar, configurar, gerenciar e automatizar a nova versão do Hyper-V.

Dentre os assuntos, estão alta disponibilidade, recuperação de desastres, automação com PowerShell, segurança, migração, melhores práticas, monitoramento e arquitetura.

Virtualization has proved that it can help organizations to reduce costs, and the Private Cloud has created a revolution in the way we manage and control our servers with centralization and elasticity. The new Windows Server 2012 Hyper-V release from Microsoft comes with a myriad of improvements in areas such as mobility, high availability and elasticity, bringing everything you need to create, manage and build the core components of a Microsoft Private Cloud for virtualized workloads.

"Windows Server 2012 Hyper-V Cookbook" is the perfect accompaniment for Hyper-V administrators looking to take advantage of all the exciting new features the release has to offer. Through practical recipes, you’ll master Hyper-V deployment, migration and management.

"Windows Server 2012 Hyper-V Cookbook" is an essential resource for any Hyper-V administrator looking to migrate, install and manage their virtual machine efficiently.

With all the features of Windows Server 2012 Hyper-V covered, you will learn everything from installation to disaster recovery, security, high availability, configuration, automation, architecture and monitoring, all in a practical recipe format. The book also includes new features such as Storage and Shared Nothing Live Migration, Hyper-V Replica and Network Virtualization and much more.

With "Windows Server 2012 Hyper-V Cookbook" in hand, you’ll be equipped to manage your Private Cloud with ease.

    • Introduction
    • Verifying Hyper-V requirements
    • Enabling the Hyper-V role
    • Installing Windows Server 2012 and Microsoft Hyper-V Server 2012
    • Managing a Server Core installation using sconfig
    • Enabling and disabling the graphical interface in Hyper-V
    • Configuring post-installation settings
    • Introduction
    • Performing an in-place upgrade from Windows Server 2008 R2 to Windows Server 2012
    • Exporting and importing virtual machines
    • Migrating virtual machines and updating their integration services
    • Converting VHD files to VHDX files
    • Migrating Virtual Machine storage using Storage Migration
    • Migrating virtual machines using Shared Nothing Live Migration
    • Converting physical computers to virtual machines
    • Introduction
    • Creating and adding virtual hard disks
    • Configuring IDE and SCSI controllers for virtual machines
    • Creating resource pools
    • Creating and managing virtual switches
    • Using advanced settings for virtual networks
    • Enabling and adding NIC teaming to a virtual machine
    • Configuring and adding Hyper-V Virtual Fibre Channel to virtual machines
    • Introduction
    • Installing and running Hyper-V from a USB stick
    • Creating virtual machine templates
    • Learning and utilizing basic commands in PowerShell
    • Using small PowerShell commands for daily tasks
    • Enabling and working with remote connection and administration through PowerShell
    • Introduction
    • Using the Hyper-V Best Practices Analyzer
    • Setting up dynamic memory for virtual machines
    • Enabling remote management for Hyper-V in workgroup environments
    • Installing and configuring an anti-virus on host and virtual machines
    • Introduction
    • Configuring Windows Update for Hyper-V
    • Configuring Cluster-Aware Updating for cluster nodes
    • Delegating control in Hyper-V
    • Configuring Port ACLs
    • Installing and configuring BitLocker for data protection
    • Configuring Hyper-V auditing
    • Introduction
    • Installing and configuring an iSCSI Target server in Windows Server 2012
    • Installing and configuring the Windows Failover Clustering feature
    • Enabling Cluster Shared Volumes 2.0
    • Using Live Migration in a cluster environment
    • Configuring VM Priority for Clustered Virtual Machines
    • Introduction
    • Backing up Hyper-V and virtual machines using Windows Server Backup
    • Restoring Hyper-V and virtual machines using Windows Server Backup
    • Configuring Hyper-V Replica between two Hyper-V hosts using HTTP authentication
    • Configuring Hyper-V Replica Broker for a Failover Cluster
    • Configuring Hyper-V Replica to use certificate-based authentication using an Enterprise CA
    • Using snapshots in virtual machines
    • Introduction
    • Using real-time monitoring tools
    • Using Perfmon for logged monitoring
    • Using VM Monitoring
    • Monitoring Hyper-V Replica
    • Using Resource Metering
    • Tuning your Hyper-V server
    • Using Event Viewer for Hyper-V troubleshooting
    • Understanding Hypervisors
    • Hyper-V architecture
    • Hyper-V architecture components
    • Differences between Hyper-V, Hyper-V Server, Hyper-V Client, and VMware

A boa notícia é que o Capitulo 2 pode ser baixado de graça para que você tenha uma idéia do que vai encontrar no livro e se preparar para migrar para o Windows Server 2012 Hyper-V. Para download do capítulo, click here.

Para mais informações sobre o livro, acesse http://www.packtpub.com/windows-server-2012-hypervisor-based-cookbook/book

A versão do Kindle pode ser comprada aqui: http://www.amazon.com/dp/B009OSQH9M/ref=cm_sw_r_fa_ask_Nz0gE.1B5SPHM

I hope you like it!

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | Technet Wiki Articles | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

Nova versão do Veeam, agora com suporte ao Windows Server 2012 Hyper-V

Olá Pessoal

Veeam, um dos melhores software de backup para o Hyper-V, lançou um novo produto que suporta o backup de VMs do Windows Server 2012 Hyper-V.

Com uma interface fácil de fazer backup de VMs em execução, ele suporta funcionalidades como desduplicação, compressão, e a opção de restaurar a máquina virtual em qualquer outro host.

A nova versão também tem uma opção de download gratuita que suporta a compressão de backup, restauração de VM, recuperação a nível de arquivo, gerenciamento de arquivos e muito mais.

Para mais informações, visite o site http://bit.ly/OmkKOW

Como foi o Teched Australia 2012

Olá pessoal.

Semana passada eu participei do Teched Australia 2012 em Gold Coast.

Pelo segundo ano eu tive a oportunidade de participar de dois Instructor-Led Labs sobre Instalação de Aplicações Metro no Windows 8 usando MDT e App-V com SCCM. Também apresentei uma sessão com dicas e truques do exame 70-247 - Configuring and Deploying a Private Cloud with System Center 2012. Tive alguns feedbacks muito positivos e adorei a experiência. Estava preocupado com o tempo, pois ano passado minha sessão de 60 minutos duraram 140, mas foi tudo perfeito desta vez.

Esse ano houveram muitas sessões sobre Nuvem Privada e Windows Server 2012. Uma galera dos Estados Unidos veio apresentar algumas sessões e tivemos muitas opções falando desde arquitetura até casos de sucesso de implementação de produtos como Windows Server, Windows 8 e System Center. Eu gostei muito das apresentações do Ben Armstrong (Virtual PC Guy), com muitos detalhes e informações interessantes do Hyper-V.

Reencontrei muitos amigos de trabalho, ex-alunos, usuários frangos, MVPs, muita gente. Esse networking é sem dúvida um dos melhores benefícios do evento.

Pra quem não foi ao Teched as sessões podem ser assistidas online pelo site http://channel9.msdn.com/Events/TechEd/Australia/2012

A festa deste ano foi animal também. Tivemos laser tag, shows de rock e stand-up, cinema, futebol bolha, surf mecânico e muito mais.

Eu tive a sorte de ganhar um vôo de helicóptero por Gold Coast e fui de limosine pro aeroporto. Deu pra aproveitar muito e foi sem dúvida o melhor Teched que já fui até hoje.

Confiram as fotos do evento, da festa e das minhas sessões:

Até o ano que vem!

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | LinhadeCodigo | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

MVP IT ShowCast – Confirmado um dos maiores eventos online do ano!

Olá Pessoal.

Ano passado eu e uma galera da comunidade demos início a uma série de webcasts online chamado Evento MSVirtualization 2011 e tivemos 13 webcasts apresentados por 7 especialistas da área. Você ainda pode conferir as gravações clicando aqui.

Já estávamos planejando a segunda versão deste ano quando surgiu uma idéia criada pelos MVPs pra fazermos um evento online pra suprir a ausência do Teched deste ano. Decidimos juntar os dois eventos em somente um chamado MVP IT ShowCast. Com isso teremos 41 webcasts apresentados por 17 feras da comunidade Microsoft. Confira a lista completa abaixo dos palestrantes:

  • Leandro Carvalho
  • Alexandro Prado
  • Paulo Sant’anna
  • Rover Marinho
  • Rafael Mantovani
  • Igor Humberto
  • Francisco Ferreira
  • Daniel Donda
  • Josué Vidal
  • Sandro Zamboni
  • Andre Ruschel
  • Idevar Junior
  • Thiago Cardoso Luiz
  • Daniel Santos
  • Rodrigo Rodrigues
  • Marcelo Sincic
  • Robson Silva

Nosso evento terá apoio do programa MVP e da Microsoft e contamos com sua presença. Serão 4 meses direto de webcasts com 3 apresentações semanais. Dentre os temas estão:

  • Windows Server 2008/2012
  • Hyper-V 3.0
  • PowerShell
  • Exchange 2010/2013
  • Active Directory
  • System Center
  • Nuvem Privada
  • Certificação
  • Interoperabilidade
  • App-V
  • Windows 8
  • E muito mais

Confira a lista com nome, palestrantes, moderadores, datas e link para cadastro abaixo e não se esqueça de reservar sua agenda!

 

Novidades e benefícios do Hyper-V 3.0

Apresentador: Leandro Carvalho

Moderador: Alexandro Prado

Data: 10 de Setembro – Segunda (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528267&Culture=pt-BR&community=0

 

Windows Server 2012 Overview

Apresentador: Paulo Sant’anna

Moderador: Alexandro Prado

Data: 11 de Setembro – Terça (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528274&Culture=pt-BR&community=0

 

Exchange Server 2013 - O que há de novo

Apresentador: Rover Marinho / Rafael Mantovani

Moderador: Robson Silva

Data: 13 de Setembro – Quinta (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528279&Culture=pt-BR&community=0

 

O meu Active Directory ainda é Windows Server 2003? O que eu faço?

Apresentador: Igor Humberto

Moderador: Josué Vidal

Data: 17 de Setembro – Segunda (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528610&Culture=pt-BR&community=0

 

Windows Server 2012 e Windows Core

Apresentador: Daniel Donda

Moderador: Thiago Cardoso

Data: 18 de Setembro – Terça (5 da tarde)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528623&Culture=pt-BR&community=0

 

Usando o Hyper-V 3.0 como base da sua Private Cloud

Apresentador: Leandro Carvalho / Josué Vidal

Data: 20 de Setembro – Quinta (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528629&Culture=pt-BR&community=0

 

Entendendo Profundamente Exchange Server 2010 - Alta Disponibilidade

Apresentador: Rover Marinho / Sandro Zamboni

Moderador: Rafael Mantovani

Data: 24 de Setembro – Segunda (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528631&Culture=pt-BR&community=0

 

Autenticando estações Linux no Windows Server 2012 e aplicando GPOs

Apresentador: Andre Ruschel

Data: 26 de Setembro – Quarta (5 da tarde)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528641&Culture=pt-BR&community=0


Explorando os Beneficios da Nuvem Privada

Apresentador: Josué Vidal

Data: 28 de Setembro – Sexta (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528646&Culture=pt-BR&community=0


Alta disponibilidade com o Hyper-V 3.0

Apresentador: Leandro Carvalho / Josué Vidal

Data: 02 de Outubro – Terça (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528650&Culture=pt-BR&community=0


Interface Metro, o novo conceito da Microsoft para o mundo mobile

Apresentador: Idevar Junior

Moderador: Alexandro Prado

Data: 03 de Outubro –– Quarta (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528661&Culture=pt-BR&community=0


Upgrade Exchange 2003 ou 2007 para Exchange 2010

Apresentador: Rover Marinho / Sandro Zamboni

Moderador: Rafael Mantovani

Data: 04 de Outubro –– Quinta (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528668&Culture=pt-BR&community=0


O Actve Directory ja esta em Windows Server 2008 r2, preciso migrar o FRS para DFS-R

Apresentador: Thiago Cardoso Luiz

Moderador:  Sandro Zamboni

Data: 08 de Outubro –– Segunda (5 da tarde)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528674&Culture=pt-BR&community=0


Garantindo a saúde e performance do seu ambiente Exchange 2010

Apresentador: Rover Marinho / Sandro Zamboni

Moderador:  Rafael Mantovani

Data: 09 de Outubro –– Terça (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528700&Culture=pt-BR&community=0


O Futuro da linha de servidores Microsoft para o mercado de pequenas empresas

Apresentador: Daniel Santos

Data: 10 de Outubro –– Quarta (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528869&Culture=pt-BR&community=0


PowerShell + Hyper-V: Tudo o que você precisa para entender e aprender como usá-los para automatização

Apresentador: Leandro Carvalho

Data: 16 de Outubro –– Terça (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528874&Culture=pt-BR&community=0


O que preciso monitorar no Active Directory? Como eu faço?

Apresentador: Igor Humberto

Moderador:  Alexandro Prado

Data: 18 de Outubro –– Quinta (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528880&Culture=pt-BR&community=0


Dicas e truques 70-640 TS:Windows Server 2008 Active Directory, Configuring Preparatorio para o MCSA

Apresentador: Thiago Cardoso Luiz

Moderador:   Sandro Zamboni

Data: 19 de Outubro –– Quinta (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528882&Culture=pt-BR&community=0


Exchange Server 2010  - Recuperação de Desastres (Mailbox, Hub e Cas)

Apresentador: Rodrigo Rodrigues / Sandro Zamboni

Moderador:   Rover Marinho

Data: 22 de Outubro –– Segunda (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528884&Culture=pt-BR&community=0


Migrando suas máquinas virtuais do Hyper-V 2008 R2 para o Hyper-V do Windows Server 2012

Apresentador: Leandro Carvalho / Josué Vidal

Moderador:   Alexandro Prado

Data: 24 de Outubro –– Quarta (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528886&Culture=pt-BR&community=0


Melhores Práticas para Virtualização do Exchange Server 2010

Apresentador: Rodrigo Rodrigues

Moderador:   Rover Marinho / Sandro Zamboni

Data: 25 de Outubro –– Quinta (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528920&Culture=pt-BR&community=0


Windows Server 2012 e itens de segurança

Apresentador: Daniel Donda

Moderador:   Alexandro Prado

Data: 29 de Outubro –– Segunda (5 da tarde)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528918&Culture=pt-BR&community=0


Hyper-V e Linux

Apresentador: Andre Ruschel

Moderador: Francisco Ferreira

Data: 30 de Outubro –– Terça (5 da tarde)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528916&Culture=pt-BR&community=0


System Center Orchestrator – Instalação e Configuração de Integration Packs

Apresentador: Marcelo Sincic

Data: 31 de Outubro –– Quarta (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528914&Culture=pt-BR&community=0


Microsoft Virtual Machine Converter Solution Accelerator

Apresentador: Paulo Sant'anna

Moderador: Alexandro Prado

Data: 5 de Novembro –– Segunda (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528898&Culture=pt-BR&community=0


Exchange Server 2013 - Preparação de Ambiente e Instalação

Apresentador: Rover Marinho / Rafael Mantovani

Moderador: Robson Silva

Data: 6 de Novembro –– Terça (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528896&Culture=pt-BR&community=0


APP-V Passo a Passo

Apresentador: Thiago Cardoso Luiz / Alexandro Prado

Data: 7 de Novembro –– Quarta (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528893&Culture=pt-BR&community=0

 

Tudo o que você precisa saber sobre as novas certificações MCSA e MCSE

Apresentador: Josué Vidal

Moderador:  Sandro Zamboni

Data: 9 de Novembro –– Sexta (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528890&Culture=pt-BR&community=0


System Center Orchestrator – Executando um Runbook interagindo com toda a Suite System Center 2012

Apresentador: Marcelo Sincic

Data: 12 de Novembro –– Segunda (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528862&Culture=pt-BR&community=0


Exchange Server 2013 - Coexistência com Exchange Legacy

Apresentador: Rover Marinho / Rafael Mantovani

Moderador:  Robson Silva

Data: 13 de Novembro –– Terça (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528860&Culture=pt-BR&community=0


APP-V 5 - O que há de novo ?

Apresentador: Thiago Cardoso Luiz / Alexandro Prado

Data: 14 de Novembro –– Quarta (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528672&Culture=pt-BR&community=0


System Center AppController – Criando Serviços e Aplicações

Apresentador: Marcelo Sincic

Data: 19 de Novembro –– Segunda (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528670&Culture=pt-BR&community=0


Exchange Server 2013 - Armazenamento e Gerenciamento

Apresentador: Rover Marinho / Rafael Mantovani

Data: 21 de Novembro –– Quarta (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528666&Culture=pt-BR&community=0


Gerenciamento e Manutenção de Active Directory em 2008 R2

Apresentador: Thiago Cardoso Luiz

Moderador: Sandro Zamboni

Data: 22 de Novembro –– Quinta (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528922&culture=pt-BR


Passo-a-passo para contruir uma Nuvem Privada - Windows Server 2012 + System Center 2012

Apresentador: Josue Vidal / Alexandro Prado

Data: 3 de Dezembro –– Segunda (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528663&Culture=pt-BR&community=0


System Center Data Protection Manager – Protegendo um ambiente de forma eficiente

Apresentador: Marcelo Sincic

Data: 4 de Dezembro –– Terça (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528659&Culture=pt-BR&community=0


Exchange Server 2013 - Alta Disponibilidade

Apresentador: Rover Marinho / Rafael Mantovani

Moderador: Robson Silva

Data: 6 de Dezembro –– Quinta (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528654&Culture=pt-BR&community=0


Dicas e truques da prova 70-412 Configuring Advanced Windows Server 2012

Apresentador: Thiago Cardoso Luiz

Moderador: Francisco Ferreira

Data: 11 de Dezembro –– Terça (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528652&Culture=pt-BR&community=0


Criando um Failover Cluster e NIC Teaming – Novidades e Passo a Passo

Apresentador: Marcelo Sincic

Moderador: Francisco Ferreira

Data: 13 de Dezembro –– Quinta (8 da noite)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528643&Culture=pt-BR&community=0


Dicas e truques da prova 70-411 Administering Windows Server 2012

Apresentador: Thiago Cardoso Luiz

Moderador: Francisco Ferreira

Data: 14 de Dezembro –– Sexta (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528639&Culture=pt-BR&community=0


Usando o VMM 2012 para criar, automatizar e gerenciar Private Clouds

Apresentador: Leandro Carvalho / Josué Vidal

Moderador: Alexandro Prado

Data: 18 de Dezembro –– Terça (9 da manhã)

Link para Cadastro: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528637&Culture=pt-BR&community=0

 

 

Você pode acompanhar as notícias do nosso evento pela hashtag #MVPShowCast

Os vídeos serão todos gravados e poderão ser assistidos pelo canal MSVirtualization no Youtube.

Nos vemos durante os webcasts, até mais!

 

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | LinhadeCodigo | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

 

Minhas Sessões no Teched Australia 2012

Olá Pessoal.

image

Tive o grande prazer este ano de ser convidado novamente para palestrar 3 sessões no Teched Australia .

Sendo honesto foi uma surpresa e fiquei muito feliz quando vi o convite do time que está organizando o evento. Em dois anos aqui na Australia esse será meu segundo Teched como palestrante.

Minha primeira sessão é um Exam Cram. Basicamente estarei falando durante 90 minutos sobre dicas e truques pra passar no exame 70-247 (Configuring and Deploying a Private Cloud with Microsoft System Center 2012). Private Cloud está sendo o foco de muitas empresas e ser um profissional certificado lhe dará vantagens. Como temos um bom tempo para apresentar, irei falar com detalhes do conteúdo da prova.

As outras duas sessões serão no formato Instructor-Led Labs (ILL). Estas apresentações são feitas da mesma forma que uma apresentação normal, mas o público estará na frente dos computadores com um laboratório montado e poderá seguir o que está sendo dito durante a sessão. É um formato muito interessante onde acho que será bem legal pra quem estiver assistindo.

Minhas duas sessões são:

  • Sideloading Applications in Windows 8
  • Deploying & Managing Virtual Applications (App-V) using System Center 2012 Configuration Manager

Teched Australia 2012 será em frente a uma das mais bonitas praias da Australia, em Gold Coast entre os dias 11 e 14 de setembro. Até lá.

Leandro Carvalho
Certified Ethical Hacker | MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | LinhadeCodigo | MVP Profile

Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

Links, Diferença entre Versões, Hyper-V Client e Mais detalhes do Windows 8

Olá Pessoal!

Depois de uma boa espera o Windows 8 finalmente foi liberado para download. A má notícia é que por enquanto só é possível baixá-lo através do Technet/MSDN Subscription. Ele será liberado ao público geral em outubro. =(

Mas pelo menos temos uma boa notícia! A Microsoft também liberou uma versão para testes de 90 dias para os apressadinhos que não puderem esperar.

image

Para baixar a versão trial clique aqui.

O Windows 8 vem com muitas funcionalidades e melhoras. 2 delas me chamaram muito a atenção e as considero as principais: A nova interface gráfica e o Hyper-V Client.

Eu gosto muito de tablets, acho eles portáteis, podem estar com você em qualquer lugar, muito útil, mas ainda sinto a necessidade de ter um desktop. Com o Windows 8 podemos agora juntar o útil ao agradável e ter o desktop e o tablet em um único dispositivo.

Os tablets como Microsoft Surface vem com teclados já acoplados à eles, facilitando a experiencia de um desktop num tablet, ou vice-versa. Smile

Um outro fator importante na interface gráfica são os novos tiles “azuleijos”. Ao invés de ícones normais eles são animados, mostrando informações sobre as aplicações. Alguns tiles padrões como o Mail, calendário e tempo mostram os detalhes de imediato na tela inicial. As vezes esses detalhes ajudam a saber o que está acontecendo na aplicação, fazendo com que a sua execução seja desnecessária as vezes.

 

image

Eu já ouvi também alguns feedbacks positivos e negativos relacionados à nova interface. Algumas pessoas não gostaram do fato de não haver mais o menu inicial, além dos tiles.

Saindo em defesa da nova interface, se voltarmos um pouco ao tempo na época do Windows 2000, o impacto negativo do Windows XP foi ainda maior. “Que porcaria, parece o sistema dos Teletubbies”, “Cheio de firula e frescura, odiei!”, foram alguns exemplos… (Eu gostava da comparação com os Teletubbies… hahaha).

image

Como no XP, a partir do momento que começamos a usar o novo SO e nos adaptar a ele, nos sentimos meio “reféns” de suas novas funcionalidades e não queremos voltar mais ao antigo. Creio que será o mesmo com o Windows 8 (se bem que eu me sinto um usuário frango quando começo a usar um novo SO. Não saber onde desliga o Windows, fechar aplicações, a experiência touch, etc).

Com base em um dos problemas que mais briguei, essas dicas do Microsoft Windows 8 blog de como usar o touchscreen serão bem úteis.

image

image

A outra funcionalidade do Windows 8 que gostei muito é o cliente de virtualização Hyper-V Client. Com ele podemos finalmente aposentar sua versão anterior, o Virtual PC. \o/

Essa versão do Windows 8 tem praticamente quase tudo que temos no Windows Server 2012 Hyper-V. Funcionalidades como PowerShell, limite de VM, Dynamic Memory, Storage Migration e outras opções também estão nessa versão.

As únicas coisas que estão disponíveis somente na versão Server são:

  • Remote FX capability to virtualize GPUs
  • Live VM migration
  • Hyper-V Replica
  • SR-IOV networking
  • Synthetic fibre channel

Pra mais informações do Hyper-V Client, acesse http://technet.microsoft.com/en-us/library/hh857623.aspx

O Windows 8 está disponível em 4 versões: Windows RT, Windows 8, Windows 8 Pro e Windows 8 Enterprise.

Pra ficar mais fácil de visualizar as diferenças entre elas, dê uma olhada neste quadro abaixo:

image

Para ver o quadro com mais detalhes, accesse http://en.wikipedia.org/wiki/Windows_8_editions

Para mais detalhes das diferenças entre as versões Enterprise e Pro, accesse http://www.microsoft.com/en-us/windows/enterprise/products-and-technologies/windows-8/enterprise-edition.aspx

Até a próxima.

Leandro Carvalho
MCSA+S+M| MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
My Blog | MSVirtualization (pt-BR) | LinhadeCodigo | MVP Profile

Twitter: LeandroEduardo | LinkedIn: Leandroesc

More Posts Next page »